O ano da fé: nova evangelização como resposta à fé

Publicado por Pe. Luciano Tokarski em

O Papa Bento XVI, através da Carta Apostólica sob forma de motu próprio “porta fidei”, proclamou o Ano da Fé. Este terá início a 11 de outubro de 2012 e terminará na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, a 24 de novembro de 2013.

O início do Ano da Fé coincide com a grata recordação de dois grandes eventos que marcaram a face da Igreja nos nossos dias: o quinquagésimo aniversário da abertura do Concílio Vaticano II, desejado pelo beato João XXIII (11 de outubro de 1962), e o vigésimo aniversário da promulgação do Catecismo da Igreja Católica, oferecido à Igreja pelo beato João Paulo II (11 de outubro de 1992).

O principal evento eclesial no começo do Ano da Fé será a XIII Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, convocada pelo Papa Bento XVI para o mês de outubro de 2012 (de 07 a 28 de outubro) e dedicada à Nova evangelização para a transmissão da fé cristã. Durante este Sínodo, no dia 11 de outubro de 2012, acontecerá uma celebração solene de abertura do Ano da Fé.

Para o Papa Bento XVI a centralidade do Ano da Fé está na necessidade de redescobrir o caminho da fé como pressuposto para uma autêntica, digna e renovada conversão ao Senhor. O Ano da Fé é a oportunidade de descobrir novamente os conteúdos da fé professada, celebrada, rezada e vivida. O primeiro sujeito da fé é a Igreja. É na fé da comunidade cristã que cada um recebe o batismo. É na fé da comunidade cristã que readquirimos o gosto de nos alimentarmos da Palavra de Deus e da Eucaristia.

O Ano da Fé vem considerado “como renovada ocasião de diálogo criativo entre fé e razão; como tempo favorável para celebrações penitenciais nas quais se requer o perdão a Deus, também e especialmente pelos pecados contra a fé” (Nota com indicações pastorais para o Ano da Fé).

Será um tempo propício para organizar simpósios, congressos e encontros para intensificar a reflexão sobre a fé em todas as realidades eclesiais, promover celebrações da fé onde encontrarão forma de fazer em público a profissão de fé, aprofundar o conhecimento dos principais documentos do Concílio Vaticano II e o estudo do Catecismo da Igreja Católica e intensificar a celebração da fé na liturgia e na catequese, particularmente na Eucaristia.

É nesse intuito que a Pastoral Catequética realizará no dia 02 de Setembro deste ano, o V Seminário Arquidiocesano de Catequese refletindo sobre o tema do XIII Sínodo dos Bispos. Desde já queremos preparar o terreno para a realização deste Seminário; com isso estaremos publicando três artigos sequenciais sobre a Nova evangelização para a transmissão da fé. É o momento de investirmos na formação da nossa fé. Também temos os projeto de realizar, em 2013, estudos sobre o Catecismo da Igreja Católica, subsídio rico e indispensável para conhecimento dos conteúdos fundamentais da fé.

Sem a fé é impossível ser-lhe agradável. Pois aquele que se aproxima de Deus deve crer que ele existe e que recompensa os que o procuram” (Hb 11, 6).

A fé é a nossa companheira de caminho. A porta da fé é que permite a nossa comunhão com Deus e a nossa entrada na vida da Igreja. “Atravessar esta porta implica lutar por um caminho que dura a vida inteira”. Que o apelo a este Ano da Fé possa manter-nos com o olhar fixo sobre Jesus Cristo “autor e consumador da fé” (Hb 12, 2).


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *