O ministério do catequista

Publicado por Pe. Luciano Tokarski em

Vocacionado, servidor da Palavra e discípulo missionário de Jesus Cristo

Neste artigo queremos enfatizar a importância da vocação e do ministério de catequista para a vida e missão da Igreja. O catequista é um eleito por Deus e protagonista no anúncio da Palavra de Deus.
Ser catequista é ser vocacionado, é um chamamento de Deus, é a manifestação de Deus em nossas vidas, é acolher o seu projeto amoroso. A vocação não é uma mágica de Deus, não é uma fábula em nossa história e nem uma alegoria. Ser vocacionado é um dom, uma graça. Ser vocacionado implica necessariamente no chamado especial de Deus e em nossa livre resposta.

O catequista sente-se envolvido pela voz de Deus. Silencia. Medita. Toma uma decisão. Aceita o chamado servindo a comunidade. Tendo encontrado e aderido a Cristo, torna-se testemunho desse encontro e dessa adesão. É um transmissor do Evangelho com a própria vida, seguindo o conteúdo, o estilo, os critérios e os métodos de Jesus.

O catequista é um discípulo da Palavra: cultiva diariamente uma experiência de fé com a Palavra. “Se vocês guardarem a minha palavra, vocês de fato serão meus discípulos” (Jo 6,56). É na constante escuta da Palavra que o catequista se torna testemunha viva de fé na comunidade.

O catequista também é convidado a desenrolar o livro da fé e fazer ecoar: “o Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu e enviou-me para anunciar a Boa-Nova aos pobres, para sarar os contritos de coração, para anunciar aos cativos a redenção, aos cegos a restauração da vista…” (Lc 4,18-19). O catequista é constituído por Deus ministro da Palavra. É um servidor da Palavra. É alguém que inflamado pela Palavra de Deus é luz e sal no mundo. Seu ministério nasce da Palavra, frutifica na escola da Palavra e direciona-se para a vivência da Palavra.

Ser catequista é ser discípulo missionário de Jesus Cristo. O catequista é enviado por Deus para anunciar o Reino de Deus: “como o Pai me enviou também vos envio” (Jo 20, 21). O catequista é um apaixonado pela sua vocação e pela sua missão. Alguém que se entrega nos mares da vida para conduzir pessoas a Jesus Cristo. O catequista é aquele que cuida da sua comunidade e estabelece zelo pelas coisas da Igreja.

A missão que o Senhor confia aos catequistas não é um ato isolado e egoísta. O catequista não evangeliza com interesses particulares. O catequista é missionário de Jesus Cristo que fala em nome da Igreja. A missão é divina.

A missão é da Igreja. O catequista é um protagonista da fé eclesial, um amante da promoção humana e um esperançoso na instauração do Reino de Deus. Não se cansa de levar Jesus Cristo às pessoas: “aquele que foi evangelizado, evangeliza” (EN 24).

Nobre é sua missão, catequista! Sua dedicação e seus sacrifícios simbolizam seu amor pela catequese! Encoraje-se! Que São Francisco Xavier, patrono das missões, seja sinal de vigor, entusiasmo e testemunho aos catequistas. Que Maria, missionária do Pai, interceda sempre por sua vocação!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *